quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

AMNISTIA APELA PARA DIREITO DE EXPRESSÃO

AI preocupada com investigação da morte de Anna Politkovskaya A organização de defesa dos direitos humanos Amnistia Internacional (AI) apelou ontem à Rússia para respeitar o direito de expressão e associação, "progressivamente limitado".
"O espaço dado aos defensores dos direitos humanos, às organizações independentes e aos media para agir e exprimir opiniões críticas na Federação da Rússia foi progressivamente limitado nos últimos anos", declara a Amnistia, em comunicado. A organização diz ter constatado que, com a aproximação das eleições legislativas de 2 de Dezembro e antes das presidenciais de domingo, "a ofensiva sobre as liberdades de reunião e de expressão foi particularmente visível". "Os direitos à liberdade de expressão e de reunião são a pedra angular de uma sociedade civil que funciona", declarou Nicola Duckworth, responsável pelos programas da AI para a Europa e Ásia central num relatório intitulado "Liberdade limitada, o direito à liberdade de expressão na Federação da Rússia". "As autoridades russas restringem estes direitos no quadro de uma estratégia que visa contrariar a dita influência ocidental", adianta o texto, citado no comunicado.

ONU ALERTA BRASIL A SOLUCIONAR VIOLÊNCIA E DESIGUALDADE

O Brasil precisa solucionar com urgência a questão da violência e da desigualdade social no País. O alerta é da Organização das Nações Unidas (ONU), que preparou o mais completo raio x feito pela entidade sobre a situação dos direitos humanos no Brasil, destacando dificuldades como corrupção, desigualdade social, racismo, tortura e impunidade. O documento ainda alerta que o País não cumpriu as recomendações feitas pela ONU. As Nações Unidas, em 2005, deram um ano para o Brasil adotar medidas de proteção dos direitos humanos. Depois de dois anos, o governo sequer respondeu à organização o que fará para lidar com os assuntos.


domingo, 24 de fevereiro de 2008
















CONGRESSO COMPARA OLIMPÍADAS DA CHINA À DA ALEMANHA NAZISTA

Depois da desistência de Steven Spielberg de participar da comissão artística das Olimpíadas de Pequim pela ligação do regime chinês com a ditadura do Sudão, mais uma polêmica política atingiu a organização dos Jogos nesta sexta-feira. Em um congresso internacional de direitos humanos realizado em Taiwan, os debatedores condenaram as grandes potências internacionais por ignorar as violações dos direitos humanos e das liberdades políticas na China, chegando à compararação dos Jogos deste ano com os realizados em 1936, em Berlim, em plena vigência do III Reich do regime nazista de Adolf Hitler, na Alemanha.
.
'As autoridades nazistas esperavam muito dos Jogos de Berlim em 1936, para mostrar ao mundo o conhecido milagre econômico alemão e exigir o reconhecimento como uma grande potência', contextualizou o ex-presidente da Comunidade de Direitos Humanos da Austrália, Seweryn Ozdowsk.



sábado, 23 de fevereiro de 2008

LIGA APOIA CAMPANHA "DISCRIMINAR NÃO É HUMANO" NA 20ª JORNADA

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional associa-se à campanha "Discriminar não é humano", promovida pela Amnistia Internacional.
Nos jogos da 20ª jornada da Bwin Liga com transmissão televisiva os jogadores chamados para as entrevistas rápidas envergarão camisolas alusivas à iniciativa. No momento da formação das equipas será exibida uma faixa com a inscrição "Discriminar não é humano".

CHINÊS É JULGADO POR FAZER CAMPANHA A FAVOR DOS DIREITOS HUMANOS

Devido ao fato de ter recolhido cerca de dez mil assinaturas para a campanha “Queremos direitos humanos e não Jogos Olímpicos”, o chinês Yang Chulin está sendo julgado na China por subversão.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

PSP DETECTA 3 MIL SEGURANÇAS PRIVADOS ILEGAIS


XUTOS&PONTAPÉS E OS OIOAI FORMARAM A PRIMEIRA DUPLA NUM MOVIMENTO CONTRA A DISCRIMINAÇÃO DOS DOENTES MENTAIS

“UPA – Unidos Para Ajudar” é o novo projecto que está a ser levado a cabo pela Associação Encontrar-se desde o início do ano tendo em vista a sensibilização da opinião pública para com os doentes mentais. “Levanta-te contra a discriminação das doenças mentais” é o mote da campanha que reúne, entre Janeiro e Outubro de 2008, 10 duetos de bandas e artistas nacionais.
.
.

AMNISTIA INTERNACIONAL PEDE LIBERTAÇÃO DE OUTROS 58 PRESOS POLÍTICOS EM CUBA

A organização de direitos humanos Anistia internacional pediu nesta segunda-feira a libertação de cinqüenta e oito presos políticos cubanos detidos desde 2003, após a libertação, no sábado, de quatro dissidentes, o que foi considerado um "passo muito positivo" pela organização.
"A libertação de quatro presos políticos cubanos é um passo muito positivo, mas não temos que esquecer que pelo menos 58 pessoas seguem presas em Cuba somente por expressarem suas opiniões políticas", declarou em um comunicado Kerrie Howard, diretora adjunta do programa regional para a América da Anistia Internacional.

POLÍCIA CHINESA MATA DOIS ALEGADOS TERRORISTAS

A polícia chinesa matou a tiro dois homens e prendeu outros 15, todos elementos de um alegado grupo terrorista, na província muçulmana de Xinjiang, nordeste do país


domingo, 17 de fevereiro de 2008

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

AI PEDE A PARTIDOS PAQUISTANESES QUE SE COMPROMETAM A ACABAR COM A VIOLÊNCIA

A Anistia Internacional (AI) pediu hoje a todos os partidos que concorrem às eleições gerais do Paquistão que se comprometam a ratificar e implementar tratados internacionais para pôr fim a décadas de violência e indiferença em relação aos direitos humanos no país

TRÁFICO DE PESSOAS RENDE 21 MIL MILHÕES POR ANO

2,5 milhões de seres humanos são traficados em todo o mundo

Os governos mundiais têm de abandonar a forma negligente como tratam o tráfico de direitos humanos e passar à acção para combater o monstro da escravatura moderna.


LIBERDADE DE EXPRESSÃO DOS ATLETAS QUESTIONADA EM PEQUIM-2008

Os comitês olímpicos europeus, que enfrentam a questão dos direitos humanos na China antes dos Jogos de Pequim, têm anunciado em sua maioria liberdade de expressão aos atletas, mas alguns tentam evitar qualquer incidente diplomático.
Os atletas mais vigiados serão os britânicos. O Comitê Olímpico obrigará os esportistas a assinar um contrato no qual se comprometem a não falar de questões políticas sensíveis como os direitos humanos no Tibet.
O objetivo é evitar que os atletas transformem as Olimpíadas em tribuna política, como foi o caso no México em 1968 com os militantes dos direitos cívicos dos Estados Unidos.




MILHARES DE CRIANÇAS INTEGRAM GRUPOS ARMADOS PELO MUNDO, DIZ RELATÓRIO



REINO UNIDO: DEFENSORES DE DIREITOS HUMANOS CENSURAM USO DE APARELHO PARA AFASTAR JOVENS



TIMOR: «CULTURA DE IMPUNIDADE TEM DE ACABAR»

A Amnistia Internacional (AI) apelou esta terça-feira ao governo timorense e à comunidade internacional para aproveitarem o momento de crise em Timor-Leste e tomarem medidas destinadas a pôr cobro à «cultura de impunidade» no país, noticia a Lusa.
Em comunicado divulgado em Lisboa, a organização de defesa dos direitos humanos, com sede em Londres, numa alusão directa ao major Alfredo Reinado, abatido a tiro por guardas da presidência timorense, diz que, se não o fizerem, «vai continuar o ciclo de violência que está a enfraquecer o país».


AI CRITICA JULGAMENTO DE SUSPEITOS DO 11/9 POR CORTES MILITARES

A organização de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional (AI) condenou nesta segunda-feira a decisão dos EUA de julgar em tribunais militares seis suspeitos de ter participado dos atentados de 11 de setembro de 2001, fazendo um apelo para que não sejam executados.
Em um comunicado divulgado em Londres (Inglaterra), a AI questionou a imparcialidade das comissões militares e expressou seu temor de que sejam usadas
no julgamento informações conseguidas através de tortura.


SEDE DA PARADA GAY DE SP É ASSALTADA E PRESIDENTE É ESPANCADO

A sede da Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT) foi invadida na tarde desta segunda-feira, 11/2. O presidente da Associação, Alexandre Peixes, o Xande, que estava sozinho no momento da invasão, foi agredido pelas costas, amarrado, vendado, amordaçado e ficou desacordado. Ao recobrar a consciência, Xande pediu ajuda e foi levado ao hospital.




AMNISTIA INTERNACIONAL QUER RETOMADA DE INVESTIGAÇÃO DE SUPOSTOS ABUSOS DA CIA

A Anistia Internacional (AI) pediu hoje que o Parlamento Europeu retome seus trabalhos de investigação e acompanhamento dos abusos supostamente cometidos pela CIA na Europa em sua luta contra o terrorismo e afirmou que "a credibilidade" da Eurocâmara está em jogo.